GerbilECia no Insta

Hipervitaminose - Envenamento por Vitaminas em Excesso

A hipervitaminose, ou envenenamento por vitaminas, ocorre quando o animal recebe muitas vitaminas, podendo levar à um quadro de intoxicação. Os problemas do gerbil irão depender da vitamina envolvida na intoxicação. Se a hipervitaminose for por um conjunto de várias vitaminas, o animal terá problemas relacionados ao excesso de cada uma delas.

Hipervitaminose A
Pode levar ao aparecimento de pele ressecada, áspera e descamativa, fissuras labiais, ceratose folicular, dores ósseas e nas articulações, cefaléia, tonturas, náuseas, queda dos pêlos, lesões no fígado e parada do crescimento. Pode haver também falta de apetite, edema, cansaço, irritabilidade e sangramentos. 

Hipervitaminose B
Quando se trata da vitamina B12 (cianocobalamina) pode lavar à reações alérgicas e alterações esplênicas. Quando for intoxicação por vitamina B1 (tiamina), altas doses podem levar o animal à uma vasodilatação periférica, queda na frequência respiratória, convulsões, podendo chegar à óbito por paralisia do centro respiratório.

Hipervitaminose D
Os sintomas só aparecem meses após a alta administração de vitamina D, podendo causar graves danos aos ossos e uma fragilidade dos tecidos e dos rins. Provoca também um grande aumento de cálcio no sangue, retirando este mineral dos ossos e o jogando na corrente sanguínea. Esse excesso tende a ser depositado nos tecidos moles do organismo. Pode haver a formação de litíases renais, pois o sangue tentará excretar o cálcio; além disso, pode haver formação de esclerose dos vasos sanguíneos.

Hipervitaminose K e C
Quando em altas doses, a vitamina K não apresenta toxicidade, assim como o excesso de vitamina C, que também não apresenta efeitos tóxicos quando administrada no tratamento de doenças graves, no entanto, em indivíduos saudáveis a superdosagem pode causar um forte efeito laxativo.

Fonte: