Pesquise Aqui!

Custom Search

Respeite o Blog!

O conteúdo aqui encontrado foi escrito por mim, com base em muito estudo, conversa com criadores brasileiros e estrangeiros, consultas com veterinários e com especialistas em roedores e animais exóticos. Nos meus artigos eu passo um pouco da experiência que adquiri desde 2003 criando esquilos da mongólia, então não roube o meu material, pois isso é crime. O intuito aqui é ajudar os gerbils e seus donos! ^_^

Dermatite causada pelo uso de serragem

Esse gerbil foi resgatado em uma pethsop nessa condição revoltante!
A perda de pelos e o inchaço são por uma dermatite alérgica causada pelo uso de forração errada.
Por isso falamos tanto para NÃO USAR SERRAGEM NUNCA!





Imagens e resgate feitos por Roberto Bonoto Medeiros

Quanto custa um Gerbil? /// Guia de Venda


Os esquilos da mongólia podem ter preços muito variados. No geral, o valor de cada gerbil depende de:
  • Cor - Se é rara ou comum
  • Genética - Se é recessiva, dando oportunidade de genes escondidos
  • Marcação - Se é malhado ou não
  • Disponibilidade - Quanto menos gerbil existe na região, mais caro ele será
  • Qualidade - Criados para pet, reprodução ou alimento vivo em biotérios
  • Personalidade - Animais mansos são mais caros que animais ariscos
Então cada estado tem uma média de preço para gerbil comum, com aqueles mais especiais vendidos mais caro.



Você pode vender seus animais escolhendo um valor entre 15 e 20 reais para as cores comuns (agouti, argente, black, pew, sapphire, dove, lilac...) e acrescentar 10 reais para quando eles tiverem marcação (malhados). Também pode acrescentar 10 reais em animais de genética especial como os ee e gg (nutmeg, DEH, polar fox, gray agouti, slate, yellow fox...). As cores difíceis de vender você pode por um preço mais baixo.

Eu sigo a seguinte tabela, que vocês podem seguir também:

- Cor em promoção: 15 reais
- Cor comum: 20 reais
- Cor comum malhada: 30 reais
- Cor ee ou gg: 30 reais
- Cor ee ou gg malhada: 40 reais
- Siamês ou Burmês: 40 reais
- Siamês ou Burmês malhado: 50 reais

Sendo assim, de acordo com a cor e a marcação do gerbil, o preço varia de 15 a 50 reais.
Independente do preço e da cor escolhida, você sempre pode fazer uma promoção para quem levar uma dupla do mesmo sexo. Exemplo: 1 custa 20 reais, se levar 2 custa 30 reias.


Muita gente pode achar errado vender o animal, decidindo então doar seus filhotes. Mas faço esse texto para que todos entendam a necessidade de vender o animal ao invés de doar! 
Doação é um excelente gesto, mas desde que seja feita: 
  • Para amigos
  • Para quem já tenha e com certeza irá tratar bem
  • Para outros criadores como você
 Caso contrário, as pessoas não dão valor ao animal. Lembre-se: Tudo que vem fácil vai fácil. As pessoas muitas vezes não querem o bicho, ou pegam sem pensar, apenas porque é de graça. Pouco tempo depois elas decidem que não querem mais e se livram do seu gerbil, que nasceu na sua casa e que foi doado com amor. Quando as pessoas precisam pagar pelo animal, mesmo que seja barato, elas pensam 2x antes de decidir e valorizam mais a vida dele.
Você deve vender seus filhotes por que:
  • As pessoas pegam doação mesmo sem querer, só porque é de graça
  • As pessoas não valorizam o que vem de graça
  • As pessoas tratam o animal como um objeto
  • Após enjoar do bicho, as pessoas decidem se livrar dele
  • Quem não tem dinheiro para comprar o gerbil, não tem para comprar gaiola e comida certa
  • Muitos roedores adotados são para virar comida de cobra ou outro animal exótico
 Então venda para desconhecidos e doe apenas para conhecidos que irão cuidar bem com certeza.




Todo criador que se preze já teve que negar pelo menos uma venda. Não dá para vender animais para todo mundo que quer comprar. Você, para ser um criador sério, precisa ter critérios de venda.
Entre eles, você deve observar:
  • A pessoa vai criar o gerbil sozinho ou em dupla?
  • A pessoa vai cruzar parentes?
  • A pessoa conhece/pesquisou sobre os gebils?
  • Se for criança, os pais vão cuidar dos animais para ela? 
  • Em que gaiola, caixa ou terrário a pessoa pretende por os animais?
  • Eles ficarão dentro de casa ou do lado de fora? 
  • Serão para pet ou para alimento vivo de uma cobra?
  • O que a pessoa vai usar para alimentação?
  • A pessoa terá dinheiro para comprar a ração extrusada de qualidade?
  • A pessoa vai usar areia de gato como forração?
  • A pessoa vai carregar eles pelo rabo?
  • A pessoa gosta dos animais ou pretende fazer comércio em cima deles?
Se alguma dessas questões for negativa, ai você deve pensar muito se vai ou não vender esquilos da mongólia para essa pessoa. Nunca venda um animal se ele não for ser bem tratado. Lembre que você é responsável pela vida dos seus filhotes e deve dar a eles uma vida melhor do que a que eles teriam na sua casa.

Eu já neguei várias vendas e sempre irei negar se meus animais não forem ser extremamente bem cuidados.


Não! Quem pensa em reproduzir gerbil por comércio, para ganhar dinheiro, está tremendamente enganado. Não existe lucro nenhum em criar e vender esquilos da mongólia. Eles são animais baratos, que gastam mais do que podem trazer de dinheiro com vendas.

Pense bem, para ser um criador sério, você vai precisar comprar várias coisas. Tenho uma lista com a idéia dos gastos de um casal de gerbil:
  • Gaiola/Caixa/Terrário grande de 150 a 200 reais
  • Areia de Gato de 5 a 14 reais
  • Ração extrusada de 15 a 20 reais o pacote
  • Complementos da alimentação cerca de 15 reais
  • Vitamina cerca de 10 reais
  • Comedouros e bebedouros cerca de 20 reais
  • Animais de 15 a 30 reais em média
Então para iniciar uma criação de um casal de gerbos, você vai precisar fácil fácil de 
pelo menos 300 reais entre gaiola, animais, comida, forração e acessórios. Depois você terá um gasto de cerca de 40 reais por mês em forração e alimentação. Se você quiser ter mais que um casal de gerbils, multiplique esses gastos.

Um casal de gerbil começa a reproduzir normalmente com 3 meses, mas se eles não estiverem a vontade com o ambiente eles seguram as cruzas e não irão reproduzir até estar tudo agradável. Isso pode fazer com que um casal só reproduza após os 6 meses de vida, e ai calcule quanto dinheiro você já gastou antes deles começarem a ter filhotes. Lembre que os filhotes só podem ser separados da mãe com 30-60 dias e que eles consomem muita comida.

Quando você finalmente tiver filhotes de gerbil disponíveis a venda, irá lutar para conseguir compradores que irão reclamar do preço e querer comprar bem baratinho. Se você vender uma ninhada de 4 gerbils (média de filhotes de nasce) a 20 reais cada, conseguiu apenas 80 reais perto de todo o dinheiro que já gastou. E esses 80 reais você vai usar para comprar a ração extrusada e a forração do seu casal para o próximo mês, não existe lucro! O máximo que pode acontecer é vender filhotes para ajudar a pagar as despeszas da criação. Então quem cria, cria pelo amor, não pelo dinheiro.

Se a pessoa, visando o lucro, quiser criar gerbils em caixas pequenas, comendo ração de papagaio e vivendo na serragem para economizar gastos, terá um problema ainda maior. Afinal, em condições ruins os gerbos simplesmente não reproduzem, com comida ruim a mãe não consegue gerar filhotes saudáveis, que nascem com problemas e que morrem por alergia à serragem. Ao invés de ter ninhadas de 4, 5 filhotes a pessoa começa a ter ninhadas pequenas com vários filhotes morrendo. Lucro menor ainda do que criar da forma correta.

Então resumindo:
  • Uma gaiola/caixa correta custa caro
  • A ração correta custa caro
  • A forração precisa ser areia de gato
  • A alimentação de fêmeas reprodutoras é reforçada e precisa de vitaminas extras
  • Um casal demora até ter filhotes
  • Filhotes consomem muita comida antes de estarem prontos para venda/doação
  • Todo comprador sempre irá querer pagar baratinho nos seus filhotes
  • O valor da venda dos filhotes não cobre a despesa de 1 mês do seu casal

Texto: Vivian Roncon

6º Encontro de Roedores DF / 19-03-16

6º Encontro de Roedores em Brasilia!
Local: Parque da Cidade.

Para quem quer fazer parte dos proximos encontros, entre no nosso grupo do facebook e fique atento!

Grupo Encontro de Roedores - DF / Gerbil e Cia


Fixed Wrist - Mão Torta para cima

Existe um problema muito ruim e infelizmente muito comum nos gerbils filhotes, é o Punho Duro (no inglês Fixed Wrist), que na realidade é uma falha na articulação que deixa a mão do gerbil torta, sempre dura para cima. Ele anda apoiando o pulso no chão, ao invés da palma, e nunca irá mexer a mão para nada. Não existe como corrigir o problema e não é considerado uma doença, mas sim uma má formação que faz eles morrerem cedo, vivendo no máximo 2 anos.


Guia Completo de Marcação / Como conseguir Spotted / Colared / Pied / Mottled

Faço esse artigo porque é uma dúvida que muita gente tem. Todo mundo acha lindo um gerbil malhado e, se não tiver um, quer muito conseguir. Frequentemente me perguntam "do meu casal nasce filhote malhado?" e geralmente eu sou obrigada a responder "não".



O GENE Sp+
É um gene específico, chamado Spotting, que faz o gerbil ter as marcas brancas. Ou ele tem o gene, ou ele não tem. Gerbil malhado tem gene Sp+, gerbil sem marcação tem gene ++. Então quando se cruzar um casal de gerbils, se um deles for malhado, os filhotes tem a chance de carregarem o gene Sp+ e ficarem malhados ou o ++ e serem normais, self color.

O gene Sp+ dá as marcas brancas do Spotted, Colared, Pied e Motled. São as marcas brancas na ponta do rabo, cabeça, pescoço e focinho. 

PINTAS BRANCAS NAS PATAS, QUEIXO E PEITO (GENE Sls)
As pintas brancas no queixo, peito e patas (que os blacks tem) não são causadas pelo gene Sp+. Então, black tem pintas brancas nas patas mesmo sem ser malhado. Todo gerbil de barriga aa (da mesma cor do corpo) pode ter essas pintas. As cores mais comuns de barriga aa são Black, Sapphire, Dove, Nutmeg, Siamês e Burmês. 

Um gerbil com essas pintas não é malhado e só pode ter filhotes malhados se cuzar com outro gerbil que tenha marcação.

Na foto, Morgana que é self Black e tem uma pinta branca na bochecha, boca e mãos. Ela não é malhada e tem o gene Sls.


Esse gene Sls dos gerbils de barriga aa, provoca mais branco que o normal se o animal receber o gene Sp e for malhado. É assim que nascem os pandas: além de virem as marcas brancas na cabeça, focinho e rabo, o gerbil com gene Sls fica com a barriga branca.



Na foto tem o Peter Panda, malhado com a barriga branca, e a Morgana com a boca e pintas brancas nas mãos. Ambos são da cor Black. 



SÓ NASCE MALHADO SE FOR FILHOTE DE MALHADO
É impossível cruzar dois gerbils self (sem marcação) e nascerem filhotes malhados. Se nenhum dos pais for Pied, Spotted, Colared ou Mottled, nenhum filhote nunca nascerá com a marca branca. As crias serão sempre cores self, como os pais.

Na foto uma ninhada de dois blacks e um lilac self.

GERBIL BRANCO PODE SER MALHADO
Isso é uma coisa que muita gente não sabe. Todo gerbil branco / PEW / DTW / BEW pode ter o gene Sp+ que dá a marcação. Mas como saber que seu gerbil branco é pied? Não sabe. 


Não existe diferença nenhuma entre dois gerbils brancos, sendo um malhado e outro não, pois ele é branco com manchas brancas. A única forma de descobrir se o seu gerbil Pew é pied, é quando ele for reproduzido. Se você cruzar um gerbil self (sem marcação) com um Pew e nascerem filhotes malhados, é porque o Pew é malhado.

Mas não pense que só porque o gerbil é branco ele pode ser malhado! Ele só pode ser malhado se for filhote de gerbil malhado. Se os pais não tiverem marcação, os gerbils brancos que nascerem deles nunca serão malhados. Mas se nascer um Pew de pais malhados, ele pode sim ter marcação. 


REPRODUZINDO MALHADOS
O gerbil malhado tem genética Sp+ e o gerbil self tem genética ++. Para conseguir filhotes malhados o ideal é cruzar um malhado com outro sem marcação, pois aí 50% dos filhotes podem vir com marcação. 

Nascerão filhotes:
Sp+ malhado 
Sp+ malhado 
++ self 
++ self 

50% sem marcação
50% com marcação 

Eu evito cruzar um malhado com um sem marcação, porque nascem muitos filhotes self, como nessa foto a seguir. Apenas um black Pied (panda) e todos os outros cinco vieram self.

Se você cruzar dois gerbils malhados Sp+ x Sp+, os filhotes que receberem o Sp dos dois parentes não irão vingar. Ou seja, filhotes que ficarem SpSp irão morrer ainda dentro da barriga da mãe e nem sequer irão nascer. Como conseguencia você terá ninhadas menores, mas 75% dos filhotes podem vir com marcação.

Nascerão filhotes:
Sp+ malhado 
Sp+ malhado 
SpSp não nasce
++ self 

25% sem marcação 
75% com marcação 

Eu gosto de reproduzir casais com dois malhados para ter ninhadas menores e para virem mais filhotes marcados. As ninhadas nem costumam ser tão pequenas, pois comumente nascem 5 filhotes, todos Pied. Na foto a seguir eu mostrou uma dessas ninhadas.


Então esse negócio de que não pode cruzar malhado com malhado é história. Não pense que os filhotes irão ser abortados ou morrer após alguns de vida. Pois os bebês que morrem, nem chegam a se formar. Eles morrem no útero da mãe e são absorvidos pelo corpo dela! 


AS MARCAÇÕES 
Spotted
Apenas uma pinta na cabeça e a ponta do rabo pode ou não ser branca. 

Patched 
Apenas a pinta da cabeça e uma pequena mancha no pescoço.

Colared
Marca branca na cabeça, pescoço descendo para os ombros e ponta do rabo. A marca branca não desce até o focinho.

Pied
É um Colared com a marca branca no rosto. Ele tem branco na cabeça, pescoço, focinho e rabo.

Mottled
É um Pied ou Colared com pintas brancas espalhadas pelas costas. Ele pode ser Light Mottled se tiver poucas pintas ou Heavy Mottled se tiver muito branco.

Dark Patched
É uma mancha mais escura, da mesma cor da pelagem do gerbil, que parace em qualquer lugar.


Tudo sobre como a Serragem mata roedores

Por mais que esteja provado todo o mal que a serragem de Pinus ou Cedro faz aos gerbils e aos outros pequenos roedores, muita gente teimosa insiste em usar a marvalha como forração, pondo os animais em risco simplesmente por não acreditar. 

Para essas pessoas que insistem em usar serragem mesmo sabendo que estão matando os animais, eu só posso dizer: pobre do seu animal que está sendo sacrificado aos pouquinhos por um dono irresponsável.

MAS, para as pessoas que não sabem, eu vou explicar TUDO AQUI, sobre porque a serragem é proibida, o que ela faz no corpo dos gerbils e ratos e os efeitos dela nos animais. A postagem é longa, pois é COMPLETA. Aborda pesquisas e estudos feitos na Europa, com ratos, camundongos, gerbils, coelhos e galinhas.

Vou começar logo mostrando um texto em inglês da Sociedade Americana de Gerbils, a Sociedade Oficial, que faz as regras, as exposições, os pedigrees, não só nos EUA, mas na América inteira. É a maior organização voltada aos gerbils que existe. Eis o texto original e traduzido.


Original em inglês:
"DO NOT use Pine or Cedar Wood Shavings, ESPECIALLY if you will be breeding your gerbils (...) They can be harmful to all gerbils, but particularly pups. They've been known to cause respiratory problems and liver damage." American Gerbil Society
Tradução: 
"NÃO USE serragem de Pinus ou Cedro, especialmente se você reproduz seus gerbils (...) Elas podem ser prejudiciais para todos os gerbos, mas especialmente filhotes. Elas são conhecidos por causar problemas respiratórios e danos ao fígado." Sociedade Americana de Gerbil

Agora um texto do Rat Fan Club, site internacional sobre roedores, também em inglês e traduzido. Nesse, já é explicado melhor porque as duas madeiras são tóxicas, não apenas aos roedores, mas aos humanos também.

Original:
"There is strong scientific evidence that pine and cedar shavings are harmful to the health of rodents.  Both these softwood shavings give off aromatic hydrocarbons (phenols) and acids that are toxic.  The phenols, which give the shavings their scent, are the reason that cedar repels fleas and moths and why pine-oil is the major ingredient in Pine-sol brand disinfectant.  In the laboratory, autoclaved pine and cedar shavings have been shown to inhibit the growth of micro-organisms (Reference 1).  When animals are exposed to softwood shavings the aromatic hydrocarbons are absorbed through the respiratory tract and enter the blood." Rat Fan Clube

Traduzido:
"Há fortes evidências científicas de que a madeira de pinus e de cedro são prejudiciais para a saúde dos roedores. Ambas as serragens de madeira macia emitem hidrocarbonetos aromáticos (fenóis) e  ácidos que são tóxicos. Os fenóis, que saem do perfume dessas serragens, são o motivo pelo qual o cedro repele pulgas e traças e de que, por isso, o óleo-de-pinho é o principal ingrediente de desinfectante marca Pinho-sol. No laboratório,  serragem de pinus e cedro são usados para inibir o crescimento de micro-organismos em autoclavas (Referência 1). Quando os animais são expostos à serragem de madeira macia os hidrocarbonetos aromáticos são absorvidos através do trato respiratório e entram no sangue." Rat Fan Clube
 

~*~  ALERGIA E DERMATITE NASAL
Esse é o problema mais conhecido causado pelo uso da serragem. A poeira da Madeira entra pelas vias respiratórias, indo até os pulmões e causa do uma alergia respiratória que evolui para infecção pulmonar. A pele do focinho e do corpo também pode criar dermatites, que fazem os pelos do local caírem e deixam a pele em carne viva, bem inflamada. Essas lesões causadas por dermatite tendem a crescer muito rápido, podendo dobrar de tamanho em um dia sem tratamento.

~*~  FISSURAS NOS ALVÉOLOS DO PULMÃO
A pinha em si, fruto do pinheiro, não tem os óleos essenciais que a madeira do pinus tem. Essa madeira é macia e quando ela é flocada como serragem, aumenta a superfície de contato da madeira com o ar. Quanto maior a superfície de contato madeira/ar, maior a troca de energia. Nesse momento os óleos adquirem energia suficiente para sair do estado líquido, viram uma poeira que voa com o ar.  Os vapores liberados quando estiverem dentro de um corpo de animal (temperatura alta) ganham mais energia ainda e acabam se expandindo mais, o que acaba causando diferenças de volume no pulmão do bicho. Tal diferença de volume em um pulmão de menos de um ml causam fissuras alveolares e a substância gasosa, entrando em contato com as fissuras, acabam causando mais irritação ainda que a simples fissura. Eis aí a explicação básica da reação do pinus com pequenos roedores. E além dos danos ao pulmão dos roedores, a serragem de pinus também afeta o fígado que tenta filtrar as toxinas e sofre severos danos.

~*~  PINHAS LIVRES DE TOXINAS
A pinha, fruto da árvore, diferente da madeira, é uma estrutura foliar especial para a reprodução, não tem nada de repelente, (sem os óleos essenciais do pinus) para assim favorecer a polinização entomófila, que no caso das criptógamas é secundária, mas mesmo assim importante. Além do fato de as pinhas permanecerem nas pontas dos galhos, altamente expostas ao sol por períodos de mais de um ano antes de caírem ao chão, quaisquer óleos que existissem nelas (lembrando que não devem ter nenhum, mas se tiver...) tiveram tempo suficiente e energia para evaporarem.

~*~  DESTRUINDO CÉLULAS PULMONARES
Os ácidos emitidos pela serragem de pinus e cedro são muito prejudiciais para o trato respiratório. Estes ácidos podem realmente destruir células que revestem os pulmões e traqueia. Isto tem implicações significativas para ratos e gerbils, uma vez que as doenças mais comuns em roedores de estimação são infecções respiratórias. Muitos proprietários de twister e gerbil tem relatado a melhoria dos problemas respiratórios quando eles trocaram seus animais para uma forração diferente da serragem.

~*~  TÓXICA ATÉ PARA OS HUMANOS E AVES
Pinho e de cedro toxinas também afetam os seres humanos e outros animais. Pessoas que trabalham com poeira de cedro ou pinho têm uma incidência muito maior de asma em comparação a os trabalhadores, em outros ambientes empoeirados, ou aqueles sem qualquer exposição à poeira. Ou seja, o problema para agravar a asma não é a poeira, é a poeira de madeira de pinus ou cedro. Outro estudo descobriu que os frangos mantidos em serragem de madeira macia, como o pinus e o cedro, tiveram uma maior incidência de infecções respiratórias.
Há também outros perigos da serragem de madeira macia. Um estudo descobriu que as pessoas na madereira, que estão expostas à poeira de fibra longa, tem uma maior incidência de câncer de células escamosas do trato respiratório (câncer de pulmão). E um estudo alemão descobriu que trabalhadores expostos ao pinho tinham mais de três vezes mais risco de câncer da glote.
 
~*~  PROBLEMAS NO FÍGADO
Vários estudos têm demonstrado que os roedores mantidos em serragem de madeira macia têm níveis elevados de enzimas do fígado. O fígado é o sistema de desintoxicação do corpo, e enzimas hepáticas elevadas indicam que o corpo está a funcionar mais forte para eliminar as toxinas. Em camundongos estas enzimas começaram a subir depois de apenas 24 horas de exposição à serragem e só voltou ao normal quando os ratos estavam longe serragem por 12 dias! Entendeu? Bastaram 24h na serragem para eles sofrerem os danos e apenas 12 dias longe da serragem eles voltaram ao nomal. Após 8 meses vivendo em serragem, ratos apresentaram o fígado muito aumentado, quase dobrando de tamanho.

~*~  MORTE DE FILHOTES
Um estudo mostrou que a mortalidade de filhotes de roedores criados em serragem de cedro ou pinus foi tremendamente elevada em comparação a filhotes de roedores criados em forração de casca de milho ou areia de gato. Dos filhotes criados em serragem de cedro, 56% morreram com 2 semanas de idade, enquanto apenas 0,01% dos filhotes criados em outras forrações morreram. Os filhotes que nasceram na serragem também foram ninhadas 23% menos que as ninhadas nascidas em outras forrações. Os adultos que vivem em serragem apresentam diminuição de fertilidade, podendo nunca chegar a ter filhotes.

~*~  PROBLEMAS PARA COELHOS E OUTROS LAGOMORFOS
O Jornal Casa Coelho relatou que vários coelhos de estimação também mostraram elevação das enzimas hepáticas quando a serragem foi usada ​​em suas caixas de ninho. Quando foi substituída por outra forração, os níveis de enzimas voltaram ao normal. Dois destes coelhos tinham doença hepática quando foram autopsiados, após morrerem "misteriosamente". Muitos membros da Casa Coelho  relataram mortes de seus coelhos devido à doença hepática e todos esses coelhos tinham sido expostos à serragem de pinus. Os coelhos tem menos contato com a forração da cama que os gerbils e ratos, então isso prova que mesmo estando em um lugar mais ventilado e com menor contato com a serragem, o fígado não escapa dos danos.

~*~  RELATOS DE ANIMAIS MORRENDO
Várias pessoas têm reclamado que os seus roedores que sempre foram mantidos no pinho ou cedro, não tiveram efeitos adversos. No entanto, os animais com enzimas hepáticas elevadas não apresentam quaisquer sintomas! E, a menos que esses animais recebessem autópsias completas no momento da morte, sem nenhum sinal de fígados aumentados ou disfunção hepática, infecção respiratória, ou o sistema imunológico alterado, como se pode afirmar que serragem não foi a causa da morte? Em resumo, o ÚNICO MODO de saber que o gerbil ou rato não morreu por causa da serragem em que vivia, é se ele for aberto para uma autópsia completa logo após morrer, para verificar o tamanho do fígado e pulmão.

~*~  SOBRE SERRAGEM DE MADEIRA TRATADA
Agora existem as serragem que são tratados termicamente e ditas como atóxicas, seguras, porque o calor tira as toxinas. Atualmente esses produtos estão sendo vendidos, chamados de All-pet pinho, Feline Pine, e Pine frescos, que afirmam ser livre de toxinas. No entanto, os estudos em referências descobriram que o tratamento térmico NÃO REMOVE todas as toxinas da serragem. A serragem tratada com calor ainda causou uma elevação das enzimas do fígado em ratos, camundongos e gerbils.

~*~  DEFESA DOS FABRICANTES DE SERRAGEM
Aserragem é muitas vezes defendida com a alegação de que os clientes não são obrigados a comprá-lás, compram serragem porque querem. No entanto, a maioria dos proprietários de roedores não estão cientes das toxinas da serragem de pinus. As pessoas compram a serragem, achando que são produtos atóxicos, que não oferecem risco aos roedores, e fabricados unicamente para esse fim. Assim, por serem de material tóxico e altamente prejudiciais, cabe inclusive ação judicial contra os fabricantes de serragem de pinus. Nem os laboratórios estão usando serragem hoje em dia, justamente porque as toxinas dela alteram o resultado das pesquisas realizadas nos ratos.


~.~ RESUMO DOS PROBLEMAS ~.~
Alergia Respiratória 
Dermatite nasal
Infecção pulmonar
Morte de células pulmonares
Aumento do pulmão 
Insuficiência pulmonar
Insuficiência hepática
Aumento do fígado
Ninhadas menores
Infertilidade
Morte de adultos e filhotes



Texto: Vivian Roncon e Vinícius Albuquerque
Fontes sobre o mal que o Pinus e o Cedro fazem:
American Gerbil Society
Rat Fan Club

Como apresentar Gerbils

Aqui tem alguns vídeos de apresentação de gerbil para vocês assistirem e fazerem a de vocês! É difícil, dá muito medo de rolar briga entre os esquilos, mas com paciência você pode apresentar até no mesmo dia. A maior parte desses vídeos foram apresentações de apenas 1 dia. Boa sorte juntando os gerbils de vocês!