GerbilECia no Insta

Fêmea Grávida / Prenha - Tudo a Respeito


Fêmea prenhe, corpo em pêra
Muita gente pergunta como identificar se a sua fêmea está grávida ou não... Então hoje eu vou ensinar a descobrir se a sua gerbil está esperando esquilinhos ou se está apenas gordinha por comer muita semente de girassol  =3

Você poderá notar estes sintomas na fêmea prenhe:


NO INÍCIO DA GESTAÇÃO

- Fica mais quieta
- Dorme mais
- Come mais
- Bebe mais água
- Barriga dura se você tocar levemente com o dedo


NO FINAL DA GESTAÇÃO

- Pode ou não ficar agressiva com você
- Estoca mais comida que o normal
- Tetas aparentes
- Começa a engordar...
- Engorda MUITO de 2 a 3 dias antes do parto, ficando com o corpo no formato de pêra

Aqui tem umas fotos de uma fêmea no final da gestação. Ela estava esperando 5 filhotes! Olha o tamanho que ela ficou perto da minha mão!



COMO AGIR ANTES DOS FILHOTES NASCEREM 
Quando a fêmea der esta engordada acelerada, dias antes do parto, você deve trocar a forração da gaiola / caixa e deve usar areia de gato, já que os filhotes são muito mais alérgicos à serragem que os adultos. Faça isso porque não poderá trocar a forração quando os filhotes nascerem!

SEMPRE deixe o macho com a fêmea, a não ser se você não quiser mais que ela reproduza e tenha uma filhote fêmea da ninhada anterior para deixar com a mãe. A fêmea precisa de outro gerbil que a ajude a cuidar dos filhotes, pois pode não dar conta sozinha. Se você separar o pai dos filhotes, não vai poder juntar ele depois!!! Eles não são como hamsters ou camundongos, cada vez que você quiser juntar o macho vai ter que fazer uma apresentação super trabalhosa e demorada, então só separe o macho a fêmea se realmente não quiser nunca mais juntar os dois. Essa decisão precisa ser definitiva! Não dá pra separar agora é juntar mês que vem... Só a apresentação deles pode durar mais de 1 mês quando você quiser juntar novamente, ok? Pense bem antes de separar um casal.

É importante não perturbar a fêmea. Não fique pegando nela, tentando tirá-la da gaiola, deixando cães ou gatos se aproximarem do terrário/gaiola.... Enfim. Não dê motivos para a fêmea ficar nervosa e lembre-se que ela não vai querer ficar na sua mão, tentando pular. Uma queda pode matar os filhotes dentro da barriga dela e o estresse pode fazê-la abortar. Então apenas a deixe quieta, com água fresca e comida. É bom dar um complemento Vitaminico (pode ser Glicopam ou Roevit).

Se você criar em gaiola de tubos, retire os tubos antes dos bebês nascerem! Porque você não pode correr o risco da mãe resolver ter os filhotes dentro de um tubo. Primeiro porque você não vai conseguir tirar os filhotes de lá, segundo porque ela mesma pode perder os bichinhos e não alimentar, terceiro porque eles vão ficar caindo e se batendo entre os tubos até o fundo... E quarto, porque eles vão morrer ali dentro e você não vai conseguir tirar. Então retire os tubos antes dela ter os filhotes e feche as saídas da gaiola com as pecinhas redondas de final dos tubos. Assim, quando a fêmea for parir, ela não terá opção, só terá o fundo da gaiola para ter os filhotes. 

Retire também as casinhas e rodinhas para evitar que a fêmea fique levando os bebês para lá. Também pode acontecer dos pais irem dormir na casinha e deixarem os filhotes ao relento no fundo da gaiola ou caixa, por isso retire as caixinhas e obrigue os pais a dormirem no fundo com os bebês.

Recapitulando, o que fazer antes da fêmea ter os filhotes:
- Troque a forração da gaiola
- Não deixe faltar água nem comida
- Reforce a alimentação da fêmea para que ela fique forte, produza bastante leite e os filhotes fiquem bem formados
- Retire os tubos da gaiola se houver
- Retire casinhas, tocas e rodinhas
- Evite mexer na fêmea para que ela não fique estressada, agitada, se bata, pule ou caia
- Deixe a gaiola / caixa em um lugar tranquilo e longe de outros animais (gato, cachorro...)
- Não tire o macho, ele não mata os filhote e é quem mais cuida dos filhotes
- Coloque papel higiênico para incentivar os pais a fazerem um ninho

DICAS PARA CRIADORES NOVOS
Nesses dias antes do parto e na primeira semana dos filhotes, você pode dar à fêmea um pouco de alfafa todos os dias. A alfafa ajuda a mãe a produzir mais leite. Eu gosto de dar alfafa em fama (galhos secos de alfafa, comprados em sacos para chinchilas ou coelhos) ou extrusada como a ração Rói. Essa ração não serve como alimento único para gerbils, mas serve como complemento alimentar para fêmeas que estão para ter filhotes e que estão amamentando, por ser feita de alfafa, cenoura e beterraba. Essa é uma foto da ração extrusada Rói! Ela não serve para uso diário por ter muita alfafa, heim? Serve apenas para quando a fêmea estiver amamentando ou antes de ter os bebês, mas pode deixar o macho comer também. Mesmo assim, ela deve apenas ser misturada ao resto do mix, não deve ser dada sozinha aos gerbils, pois eles precisam do resto da comida.


Outra coisa importante para as fêmeas aguentarem bem a gestação e a amamentação é a proteína animal. Elas vão precisar de muita proteína diária! Você consegue isso oferecendo para seus gerbilsqualquer uma dessas coisas:
- Tenébrios
- Grilos
- Ovo cozinho
- Frango cozido apenas na água, sem nenhum tempero 
- Ração de gato
- Ração de cachorro

Eu sinceramente acho que ração de gato ou cachorro ainda são as opções mais práticas para a proteína de origem animal. Por isso eu misturo no meu mix um pouco de ração e com isso garanto que meus gerbils sempre tem ração de cachorro ou de gato na alimentação. Quando a fêmea está grávida ou amamentando, além do mix comum, eu coloco um pouquinho de ração de cachorro extra no potinho dela. Se ela ficar sem proteína animal pode comer um filhote para conseguir!

É importante que a fêmea tenha muita comida e água fresca à disposição para não sacrificar nenhum filhote em prol dos outros. Se ela ficar com sede ou com fome, vai matar o filhote mais fraco e comê-lo para que não falta leite para amamentar os outros filhotes.
























PRÓXIMA CRUZA
Quando a fêmea tiver os filhotes o macho irá cruzar com ela e assim que estes bebês desmamarem os próximos irão nascer. Então não estranhe quando os bichinhos ficarem rolando pelo fundo do terrário/gaiola enquanto os pais correm, cavam os cantos e cruzam. Os pais podem começar a cruzar até 24h após o nascimento dos filhotes e podem passar até 12h cruzando sem parar. Só depois que o cio da fêmea acabar é que eles vão parar de cruzar e voltar a cuidar dos filhotes! Ai ela vai procurar eles pela caixa, recolher e juntar todos em um cantinho para dar de mamar.


Então, algumas atitudes são comuns e não devem ser preocupantes:
- Pais pisotearem os filhotes
- Pais cavando freneticamente
- Pais cruzando initerruptamente
- Mãe não dá de mamar (ela só vai dar de mamar depois que o cio acabar)
- Filhotes espalhados, um pra cada lado
- Pais enterrarem os filhotes na forração (apenas um método de escondê-los de predadores)
- Adultos ficarem em pé em cima dos filhotes (acredite, eles não se machucam)

Depois de algumas hora os pais irão parar de cruzar e irão recolher os filhotes, colocando todos juntos em um canto. Se escolherem o local perto ao bebedouro, você deve trocar o bebedouro de lugar na medida do possível. Ofereça papel higiênico para que os pais façam o ninho e cubram os filhotes.

COMO IDENTIFICAR UMA FÊMEA PRENHE:

Corpo em formato de pêra, gordinha e com a barriga "caindo" para os lados. Formam-se duas pontas nas laterais da barriga quando a fêmea é vista de cima. Nesse ponto, ela já está quase para ter os filhotes.

Aqui eu tenho duas fotos da mesma fêmea grávida / prenhe. Repare nas laterais da barriga.

Corpo em formato de pêra
Barriga com laterais pontudas

                       
   


Texto e Fotos: Vivian Roncon