Pesquise Aqui!

Custom Search

Respeite o Blog!

O conteúdo aqui encontrado foi escrito por mim, com base em muito estudo, conversa com criadores brasileiros e estrangeiros, consultas com veterinários e com especialistas em roedores e animais exóticos. Nos meus artigos eu passo um pouco da experiência que adquiri desde 2003 criando esquilos da mongólia, então não roube o meu material, pois isso é crime. O intuito aqui é ajudar os gerbils e seus donos! ^_^

Reprodução em Trio! 2 fêmeas e 1 macho

Minha reprodução em trio deu certo e por isso vou dar umas dicas para que você também consiga montar um trio!

O MEU TRIO:
1 macho golden agouti pied (cor selvagem)
2 fêmeas LCP agouti (cinza claro encardido)

Em primeiro lugar, o trio só irá dar certo se os animais forem mansos e se uma das fêmeas for muito, MUITO submissa. No meu caso, a fêmea submissa é a LCP mais escura (da esquerda), ela praticamente cria sozinha os filhotes dela e os da outra fêmea. Todos os 3 ajudam a cuidar dos bebês, mas a fêmea submissa vira meio que uma babá.

Não sei se é coincidência ou não, mas elas passaram a ter cio juntas, reproduzir juntas e os filhotes nascem com diferença de 1 ou 2 dias no máximo. O que é ótimo! Afinal você pode formar duplas de filhotes mais facilmente.

Minhas fêmeas nunca tiveram muitos filhotes por ninhada. Nunca chegaram a ter 6 de uma vez! Então nesse caso, com o trio, eu tenho 2 ninhadas de 3 filhotes +/-. O que no final me dá uma média de 6 filhotes das duas mães.

Conheço pessoas que por não querer tantos filhotes reproduzem apenas malhados, derrubando o número de crias para 2 ou 1. No caso de um trio é uma opção... Eu particularmente não gosto por ter medo de fazer mal para as minhas fêmeas.